PSB diz que exclusão de Lídice de chapa é ‘erro histórico

Após reunião tensa que durou quase quatro horas, o PSB da Bahia manifestou publicamente, por meio de nota, a indignação do partido com a decisão do governador Rui Costa (PT) em excluir a senadora Lídice da Mata da chapa majoritária. A vaga foi dada ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ângelo Coronel (PSD), conforme foi anunciado na tarde desta segunda-feira, 25, pelo governador.

“Esta exclusão revela um profundo equívoco na condução do processo político”, diz a nota, acrescentando que “o PSB não terá compromisso com este erro histórico”.

Entre os argumentos listados para justificar a discordância com o governador, lembra que a luta das mulheres cresce no mundo inteiro e que, na contramão, o campo progressista na Bahia apresenta uma chapa só de homens – e brancos – para o eleitorado baiano.

A executiva do PSB volta a se reunir no dia 3 de julho (na terça-feira da próxima semana), tempo que o partido pretende ouvir a militância para decidir o rumo político a tomar. Não está descartado que Lídice dispute o Senado em uma chapa avulsa.

“Aqueles que achavam que o PSB está isolado, estão enganados”, afirmou a senadora ao A TARDE, lembrando que uma boa parte da militância progressista, especialmente mulheres de outros partidos, inclusive do PT, defendem a candidatura ao Senado do PSB. Lídice, no entanto, mantém o apoio à candidatura de Rui ao governo e de Jaques Wagner (PT) ao Senado.

A senadora embarca na manhã desta terça, 26, para Brasília, onde se reúne com o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, para tratar da questão. Siqueira declarou dias atrás que o partido apoiaria uma eventual chapa avulsa de Lídice ao Senado.

FontePA4.COM.BR COM A TARDE | 26 de junho de 2018 às 1:52

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *