O Ministério da Saúde descredenciou 784 Unidades de Saúde da Família que seriam implantadas na Bahia.

A portaria 1.717, do dia 12 de junho, suspendeu o credenciamento das unidades por descumprirem o prazo para cadastramento no Sistema Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde. Ao todo, 162 municípios baianos deixarão de receber o investimento (veja a lista completa aqui).

Das 784 unidades, 67 ficam em Ilhéus, 61 em Salvador, 46 em Feira de Santana, 34 em Itabuna e 23 em Alagoinhas, dentre outros municípios.

Dentre os projetos, alguns sequer saíram do papel antes do fim do prazo. Para cada Equipe de Saúde da Família, o Ministério da Saúde destina R$ 128.340,00 por ano, enquanto o Estado da Bahia destina R$ 18.000,00 para o mesmo período.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *