O confronto aconteceu horas após o homicídio de José Messias Farias Silva,  de 36 anos. Conforme as informações, uma guarnição da PM iniciou buscas pelos suspeitos de cometer o crime. A primeira prisão foi realizada no bairro Olaria. Os policiais encontraram o pauloafonsino, Bruno Emanoel da Silva Carvalho, de 18 anos, que na ocasião indicou o paradeiro dos dois suspeitos.

De acordo com as informações, Edilson, conhecido por “Inhônho” e o Maikon Douglas da Silva, de 22 anos, foram localizados em um imóvel no bairro da Torre. Inhônho teria resistido à prisão, iniciando uma troca de tiros com policiais do 4º Batalhão. O suspeito foi atingido e morreu ainda no local. E o comparsa dele ainda tentou fugir pela porta do fundo da residência, mas foi perseguido e preso.

A polícia informou que na ação foram apreendidas a arma utilizada no homicídio, munições, uma balança de precisão e duas armas brancas.

Ainda de acordo com a polícia, os suspeitos são apontados como autores de homicídio e homicídio tentado.  Contra Bruno existe um mandado de prisão preventiva por delito de homicídio tentado no estado da Bahia e em desfavor de Edison havia um mandado de prisão preventiva por delito de homicídio praticado no estado de Alagoas. Os três suspeitos ainda eram investigados por delitos de roubo e tráfico de drogas em Canindé de São Francisco- SE.

Bruno Emanoel e Edilson eram moradores do bairro Prainha, em Paulo Afonso.