Após apoio de governadores a veto, Bolsonaro diz que sancionará socorro a estados nesta quinta

Após obter apoio dos 27 governadores para vetar o reajuste salarial do funcionalismo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que sancionará ainda nesta quinta-feira (21) o socorro de R$ 60 bilhões destinado para estados e municípios diante da crise decorrente do novo coronavírus.

A promessa para a liberação do aporte ocorreu pela manhã, durante uma videoconferência com os gestores estaduais, dentre eles Rui Costa (PT-BA). Bolsonaro assegurou que a sanção será publicada assim que o texto que trata da concessão passar por ajustes, o que incluirá veto ao aumento salarial de servidores de diversas categorias.

Aprovado pelo Congresso desde o início do mês, o pacote ajudará governadores e prefeitos a enfrentar o tombo na economia e a compensar perdas na arrecadação em razão da pandemia.

No encontro virtual, ficou acertado que a primeira parcela do socorro será liberada até o dia 31 de maio.

O veto apoiado pelos governadores congelará no contracheque do funcionalismo até o fim de 2021 e tem efeito para todos os servidores da União, estados e municípios.

“É bom para o servidor, porque o remédio é o menos amargo, mas é de extrema importância para todos os 210 milhões de habitantes”, disse o presidente na ocasião.

Bolsonaro disse que a medida traz menos impacto em meio a um cenário em que trabalhadores da iniciativa privada estão perdendo empregos ou sofrendo corte salarial, além de trabalhadores informais que se veem sem renda por causa da pandemia.

Fonte: bahia.ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *