Em maior desafio da carreira, Dado Cavalcanti vai em busca de “fato novo” para salvar o Bahia

Escolhido para ser o substituto de Mano Menezes na caminhada para evitar o rebaixamento do Bahia, o técnico Dado Cavalcanti foi apresentado na tarde desta quarta-feira, pelo presidente Guilherme Bellintani.

Ao apresentar o treinador, Bellintani explicou que Dado foi escolhido por ter incorporado o DNA tricolor durante a passagem pela equipe de aspirantes e também durante o curto período como coordenador das divisões de base.

– A escolha do Dado se dá pelo conhecimento que tem do clube, pela interação com os atletas, pela capacidade de mobilização de grupo que ele já mostrou fora do clube e aqui também, com o time de transição. Dado vem com esse espírito e o DNA de quem, apesar de não estar no Bahia há muitos anos, mas, no último ano que esteve aqui, conheceu profundamente o clube e incorporou o que é nossa luta, de ser vencedor. O momento é de transição, delicado e que requer firmeza e olhar para frente. A partir de hoje, uma série de mudanças e consequências dos maus resultados e das instabilidades que enfrentamos nos últimos meses, essas mudanças vão acontecer a partir de hoje – afirmou.

Com passagens por clubes como Coritiba, Ponte Preta e Náutico, Dado Cavalcanti não titubeou ao afirmar que dirigir a equipe principal do Bahia é o maior desafio de sua carreira.

– É um grande desafio, sem sombra de dúvidas o maior da minha carreira, assim como tem o mesmo tamanho da oportunidade. As diferenças são significativas, e eu entendo por outros clubes que trabalhei. O trabalho com jovem requer mais atenção, mais cuidado, talvez um pouco mais de desgaste do tato, de estar sempre orientando. Com os jogadores mais experientes, que entendem o processo por inteiro, suas responsabilidades, as coisas acabam sendo facilitadas. Tenho o privilégio de assumir uma equipe em que conheço quase 100% dos atletas. Muitos por ter trabalhado, não só na transição, mas com outras equipes. Vários desses como adversários. Isso fortalece ainda mais as minhas convicções sobre o que devo fazer – disse.

Fonte: ge